Jornalismo


Jornalismo

 

   O curso de Jornalismo da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Campus de Vilhena, começou a funcionar no primeiro semestre de 2002. A primeira turma formou-se em agosto de 2009. Em 1995, por decisão da Resolução n.º 112, de 15 de setembro, do Conselho Superior da Unir (Consun), coube ao Campus de Vilhena a implantação de cursos na área de Comunicação Social. Dois anos depois, em 30 de novembro de 1997, a Resolução n.º 128/Consun aprovou o projeto pedagógico do curso e o primeiro vestibular para a habilitação em Jornalismo foi realizado somente quatro anos mais tarde, no segundo semestre de 2001. Em 2002, novas diretrizes curriculares para a área de Comunicação Social foram estabelecidas, por meio da Resolução CNE/CES 16, de 13 de março, já em 2016 o curso voltou com as diretrize curriculares específicas para a área de jornalismo.

 

OBJETIVOS DO CURSO

 

- Contribuir na formação de profissionais com capacidade para analisar os problemas do seu tempo sócio-histórico, das mudanças sociais, culturais, políticas e econômicas e do modo como esses problemas e mudanças reestruturam as práticas sociais, comunicacionais e profissionais;

- Contribuir na formação de profissionais críticos e criativos no desenvolvimento e uso das ciências, das tecnologias e das linguagens no campo de conhecimento da comunicação e na produção, circulação e consumo de produtos culturais na sociedade.

- Contribuir na formação de profissionais com condições teóricas e metodológicas de avaliar os diferentes processos de produção, circulação e consumo de discursos em sua área de atuação e com capacidade de analisar, planejar e executar projetos de comunicação;

- Formar profissionais com capacidade de produção textual a partir do domínio de diferentes tecnologias e análise das implicações políticas, éticas e culturais desse ato na mediação das relações sociais e na construção de identidades, conhecimentos e crenças.

- Contribuir na formação de profissionais de jornalismo com habilidade para atuar junto às empresas de comunicação e jornalismo, assessorar organizações públicas, privadas e movimentos organizados da sociedade na relação com os seus públicos e criar novas possibilidades de intervenção no mercado e na sociedade;

- Contribuir com o desenvolvimento social, econômico, científico e cultural da região e participar da busca de soluções para os problemas enfrentados pelas populações locais a partir daquilo que é específico da universidade e do curso de Comunicação Social. 

 

PERFIL DO EGRESSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

 

- Apreender criticamente as teorias e metodologias do fazer na área de comunicação;

- Usar tais teorias e metodologias em análises críticas da realidade e dos produtos;

- Identificar os agentes, interesses e direitos envolvidos no processo da comunicação;

- Dominar as linguagens habitualmente usadas nos processos de comunicação, nas dimensões de criação, de produção e de interpretação;

- Experimentar e inovar o uso destas linguagens, considerando contextos e estratégias;

- Refletir criticamente sobre as práticas profissionais no campo da comunicação;

- Dominar as técnicas de produção textual, articulando rigor e leveza;

- Compreender o lugar da comunicação nos processos sociais e simbólicos;

- Registrar fatos jornalísticos, apurando, interpretando, editando e transformando-os em notícias e reportagens;

-  Selecionar, classificar e hierarquizar informações;

- Produzir textos jornalísticos com clareza, ritmo, harmonia, coerência, coesão e correção e editá-los em espaço e período de tempo limitados;

- Formular pautas e planejar coberturas jornalísticas;

- Relacionar-se com fontes de informação de qualquer natureza;

- Formular questões e conduzir entrevistas;

- Trabalhar em equipe com profissionais da área;

- Sistematizar e organizar os processos de produção jornalística;

- Desenvolver, planejar, propor, executar e avaliar projetos editoriais e de assessoria;

- Avaliar criticamente produtos, práticas e empreendimentos jornalísticos;

- Compreender os processos envolvidos na recepção de textos jornalísticos e seus impactos sobre os diversos setores da sociedade;

- Dominar a língua nacional e as estruturas narrativas, argumentativas e expositivas aplicáveis ao jornalismo, agregando-os à leitura, compreensão, interpretação e redação;

- Dominar a linguagem jornalística apropriada aos diferentes meios e modalidades tecnológicas e institucionais da comunicação. 

 

 

Acesse: http://www.dejor.unir.br/ ou www.dejor2.unir.br